Empresa de Elon Musk quer usar chips cerebrais para tratar doenças

Escrito por em 08/12/2021

Desde 2020, o co-fundador da Neuralink, Elon Musk, fala sobre a implantação de chips cerebrais em humanos.

O cronograma das intenções da empresa foi oficialmente atualizado, com os primeiros experimentos para o início de 2022.

Até o presente momento, a Neuralink foi capaz de fazer implantes cerebrais com sucesso em porco e macacos.

Durante uma entrevista ao The Wall Street Journal, na segunda-feira (06), Musk foi questionado sobre os planos da empresa de instalar os neurochips em humanos. “Esperamos ter isso em nossos primeiros humanos — que serão pessoas com lesões graves na medula espinhal, como tetraplégicos — no próximo ano, dependendo da aprovação do FDA”, afirmou Musk.

Antes de ser possível começar, é necessário ainda a aprovação da Food and Drud Administration (FDA), a agência federal norte-americana do Departamento de Saúde e Serviços Humanos.

Na terça-feira (07), Musk voltou a defender que o prazo para o experimento se concretizar em humanos é o ano que vem. Além disso, ele lembrou as vantagens potencias da tecnologia ao responder um usuário que aguardava pela ajuda das novas técnicas. “Substituir neurônios defeituosos ou ausentes por circuitos é a maneira certa de pensar a respeito. Muitos problemas podem ser resolvidos apenas ligando os sinais entre os neurônios existentes”, disse Musk, defendendo a importância da tecnologia.

Fonte: Canaltech e Futurism

Marcado como

[There are no radio stations in the database]