Verniz para embalagens impede proliferação de vírus e bactérias

Escrito por em 02/03/2021

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com a Anjo Tintas, empresa de Criciúma, conseguiram desenvolver um verniz para ajudar a população brasileira na luta contra a pandemia de Covid. O produto pode ser usado em embalagens e sacolas de supermercados para impedir a proliferação de vírus e bactérias.

Verniz bactericida e antiviral é para embalagens

A substância foi criada a partir de nanotecnologia, testada em laboratórios, com o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e obteve a aprovação do Inmetro.

O material tem eficácia de 99,9% no combate a microrganismos. O produto evitou que eles se multiplicassem na superfície das embalagens testadas.

Nos testes antivirais, a substância evitou a proliferação de um vírus da mesma família do Sars-Cov-2, que causa a Covid-19. O teste não foi feito com o novo coronavírus por questões de segurança sanitária: não havia como assegurar, em plena pandemia, que nada sairia do controle na pesquisa. 

Pesquisador usa o verniz para aplicar em plástico de embalagem

Segundo a Anjo Tintas, algumas empresas já se interessaram pelo produto e assinaram contrato para comprar o verniz. Estima-se que os consumidores receberão as embalagens daqui a cerca de 40 dias. Para que você possa identificar se sua embalagem contém esse material, basta observar algum texto indicativo ou procurar o selo Nanoblock.

Apesar da descoberta, a pesquisadora Letícia da Costa Laqua, do Laboratório de Controle e Processos de Polimerização da UFSC, faz um alerta importante: “de nada adianta ter uma embalagem livre de bactérias e vírus se você não higieniza bem suas mãos”.

Fonte: Hypeness


[There are no radio stations in the database]