Estudo revela que Brasil é o país com menor valorização dos professores

Escrito por em 22/10/2020

Um estudo feito pela Varkey Foundation, uma organização educacional, avaliou a percepção da população de 35 países na carreira docente e envolveu 42 mil, 1.200 entrevistados e 200 professores, dentre estes. O levantamento considerou o professor em relação a outras profissões.

Em comparação com outras áreas, o Brasil é o que pior avalia os professores. A organização educacional elaborou uma escala de 0 a 14 ao avaliar o status da carreira, e, no Brasil, os professores ficaram com nota 5. Na China, por exemplo, a nota é 9. Uma conclusão retirada da pesquisa foi que, nos lugares onde há maior prestígio, os alunos têm melhor desempenho escolar.

Problemática

Os professores no Brasil já possuem baixa renda salarial, mas essa é uma parte de um problema maior, segundo a fundação Varkey.

Em uma avaliação feita com os entrevistados, eles precisavam responder uma palavra associada à condição de professor. As palavras apareciam em pares, entre elas confiável/não confiável, bem/mal pago, trabalha muito/pouco.

Essa avaliação pôs o Brasil em 25º lugar, de 35. O levantamento mostrou que os professores de toda América Latina têm status baixo em comparação ao resto do mundo. O cargo de docentes no país tem 64,3% dos profissionais ocupado por mulheres.

Estereótipos de gênero também influenciam negativamente o status de professor.

O relatório concluiu que aumentar o prestígio e garantir maior respeito aos professores estão diretamente ligados ao melhor desempenho dos alunos e sua permanência nas escolas. O professor visto com respeito e valor reflete positivamente na sala de aula e na sociedade.


[There are no radio stations in the database]